Páginas

terça-feira, 27 de novembro de 2007

Sara

Saiu sonhando, sonâmbula.
Serpenteou, subiu,
salivou, soluçou.
Soltou súbito som sem
sentido. Sentiu saudade.
Sentiu suar.
Sofá sentada,
sem sinal se sorria.
Sem sabedoria,
Sujeita solta.
Só saiote sambou.
Saltou, sassaricou,
saracoteou,
sumiu.
Sussurrou
secretos suspiros.
Sapeca, salgada.
Sacerdotisa sádica.
Secou sândalo.
Sede saciada,
sorveu sidra.
Serena, sensata.
Sorumbática.
Suave sobre sua sombra.
Sigilosa selou sim.
Seguiu,
sonhando.

regina vilarinhos

Nenhum comentário:

Postar um comentário