Páginas

quarta-feira, 30 de dezembro de 2009

Virada de ano?

Esperando o tempo passar, para passar a dor, repensar a perda, perder a tristeza, para ganhar uma nova rotina, para o tempo de novo passar. Quem consegue fazer poesia numa hora dessas, é porque é um poeta de mão cheia mesmo.

Num piscar de olhos, a gente descobre, mais uma vez, que festa nenhuma é importante. Virada de ano? Babaquice. O que vira é só o calendário. A falta de bom senso da grande maioria vai ser a mesma. De algumas, até piora. Grande coisa beber e sair por ái dizendo: Feliz Ano Novo.

No dia seguinte, você descobre que a realidade é a mesma de ontem. Pior, constata que continua o mesmo de ontem, um pouquinho mais amargo.

Quem me dera que o dia de Ano Novo trouxesse de volta não a realidade de ontem, mas a realidade de 10 dias atrás. É isso!

sábado, 26 de dezembro de 2009

quinta-feira, 24 de dezembro de 2009

Felicidade é uma escolha individual

É preciso estar pronto para enxergar a felicidade. A gente fica pensando em coisas desimportantes, em fazer discursos cheios de palavras difíceis, em fazer poses especiais para a foto, em escrever a poesia mais linda de todas. E a nossa felicidade mesmo não encontramos. Quem me dera ter aquele emprego, aquela TV, ser noiva daquele um, estar na casa de campo, beber aquele vinho e comer aquela mulher maravilhosa.
Cai fora, sai dessa!
Eu sinto a cada dia as coisas de forma muito mais fácil e simples. E sei bem que é a Ludmila estando bem, o meu trabalho construindo o dia a dia das pessoas, meus pais bem de saúde e minha família estando unida. Aí sim, eu posso trabalhar pelo melhor para minha cidade, para meus amigos, pro mundo em que vivo. Não adianta fazer discursos pra salvar a água, a Amazônia, os ursos polares e a onça pintada, e não saber preservar o amor dentro de você.
Por isso, quem se prepara para a ceia e os presentes, saiba cozinhar em banho maria, todos os dias, a paciência, a tolerância, a fraternidade,a solidariedade, e o respeito. Vai ser fácil distribuir sorrisos e dar abraços!
Feliz Natal é entender que é preciso estar vivo e pronto para perdoar, todo dia.

regina vilarinhos

domingo, 20 de dezembro de 2009

A gente não queria piscar

A gente pisca e o avião atinnge a torre.
A gente pisca e nasce o bebê.
A gente pisca e estamos em 2010.
A gente pisca e vamos ser sede da Copa.
A gente pisca e a tempestade desaba.
A gente pisca e o email tão esperado chega.
A gente pisca e nos roubam um beijo.
A gente pisca e ganha na loteria.
A gente pisca e aquela foto horrível alguém colocou no orkut.
A gente pisca e o Cielo já bateu recorde.
A gente pisca e já de manhã.
A gente pisca e o raio parte o céu.
A gente pisca e o carro vem correndo.
A gente pisca e o pai já caiu.
A gente não queria piscar e nem que o carro viesse.
A gente queria voltar o tempo e segurar a mão do pai.
A gente queria não deixar o pai atravessar a rua, nem de mão dada.
A gente quer que o pai volte a piscar.

sábado, 12 de dezembro de 2009

Qual a função da poesia?

“El País: Qual é a função da poesia diante da crueldade do mundo?

Wislawa Szymborska: O mundo é cruel, porém merece também outras qualificações mais compassivas. Se fosse somente cruel não haveria mais ninguém aqui há muito tempo. Existiriam aqui e acolá alguns escombros e cresceriam algumas plantas. Plantas anônimas, porque não haveria ninguém para lhes dar nome.

poeta polonesa, 86 anos.

domingo, 6 de dezembro de 2009

Agora é sério!



Hérnia de disco, há oito anos. Eu tenho e você?

Gente, é sério. Isso atinge 90% da população brasileira. Hérnia, bico-de-papagaio, artrose, cervicalgia e outros nomes doidos e doídos.
Então, essa foto aí é show pra ilustrar como fazemos uso errado de nossa coluna. Depois de muita fisioterapia, RPG, corticóide, antiinflamatório, colar cervical e dores de cabeça, vou tentar um novo tratamento. Nada de cirurgia.
Vou fazer a nucleoplastia. Se a UNIMED deixar...
Dia 19 de dezembro, sem internação, sem sangue, só uma anestesia e uma agulha e fim da dor. Já li na internet sobre depoimentos de quem pratica esportes radicais depois disso.
Quem sabe não é minha chance de mudar de vida?
Depois disso, eu vou fazer muita ginástica, prometo.
E não é promessa de começo de ano novo, não.

Podem acreditar!

sábado, 5 de dezembro de 2009

Escola Municipal Ceará






Depois de tanto tempo, vamos aos fatos: dia 02/12 fui na escola Ceará, convidada pela Elis Regina. Foi um dia sobre cultura de Volta Redonda, e eles fizeram exposições e tarefas com as crianças. E uma delas, era uma palavrinha minha com elas. De manhã e de tarde.
Foi muito legal. Deixo as fotos para vocês terem uma ideia. Mais de 100 crianças e eu lá falando pra elas sbre poesia.Muito gostoso!