Páginas

domingo, 16 de dezembro de 2007

Inda hoje

Só quando olhamos no espelho descobrimos que ainda somos os mesmos. Só quando a garganta solta o grito é que descobrimos os ouvidos que precisavam ouví-lo. O Edson escutou lá no Mude e entendeu o que eu queria dizer. Inda bem que inda existe vida inteligente entre versos e poemas. Beijo amigo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário