Páginas

sexta-feira, 15 de janeiro de 2016

Daqui, onde posso contemplar a chuva
quando ela se aproxima,
também posso pedir que ela me leve,
me lave,
me deixe subir no vento,
ou cair sobre o rio.
Feito lágrima
de algum
sofrimento.

regina villarinhos - 2015

Nenhum comentário:

Postar um comentário