Páginas

sexta-feira, 14 de janeiro de 2011

Tempestade

essa terra que te expulsa,
esse teto que te desaba,
essa rua que te inunda,
esse rio que te invade,
esse trovão que te assombra,
essa torrente que te prende,
esse volume que te afoga,
essa falta que te medra,
esse vazio que te enche
o nada que te resta.

regina vilarinhos

escrito em janeiro de 2010.

Nenhum comentário:

Postar um comentário