Páginas

terça-feira, 25 de julho de 2017

AMÉM

Amém!
Guarda.
Na palma da mão, no canto do olho,
na boca do estômago.
Guarda.
Como cheiro de relva no sereno,
como cores de girassóis,
como zumbido de abelhas
no manjericão.
Guarda.
Em ti,
por conta das memórias
minhas.
Por uma eternidade
de sonho e conto de fadas.
Guarda.
No amarelo luz
da vela
que te guarda.
Guarda, cuida, acalenta.
Como beijo bom.
Com brilho de lua
e caminho de roça.
Guarda.
Como vento de bicicleta,
como água de chuva,
como luz da manhã.

Nenhum comentário:

Postar um comentário